Amor regado a sangue


Mais uma vez tenho que enfrentar essa situação, realmente não gostava, era desconfortante, contudo já estava acostumada. Recepções escolares, de ano em ano eu as recebia, pois mudar de escola era comum em minha vida.
Já era hora, mamãe me deixa em frente ao portão de ferro com as seguintes inscrições acima, Escola Secundária Green Ville, nome horrendo, só para constar. O relógio marcava 18:55. Apenas fazia cursos noturnos, sempre foi assim, e assim permanecerá.
- Ande logo. Ou quer se atrasar logo no primeiro dia? E não se esqueça do combinado, um bem bonito e forte ok Madison? – disse mamãe com um olhar frio, porém malicioso.
- Eu já entendi, todo ano é o mesmo discurso mãe! Eu já sei! – disse irritada batendo a porta do carro com força.
Respirei fundo, subi os degraus e ultrapassei a porta chegando ao corredor principal. Segui em direção da sala escrita num papel que recebi da secretaria. Entrei e me sentei ao fundo, esperei o professor chegar e fazer as apresentações, ou como costumo dizer, me expor ao ridículo perante muitos adolescentes. Nesse momento ao passar os olhos pela sala, o vi, magnífico, atlético, loiro com uma pele bronzeada e olhos claros. Era ele.
Vítima escolhida era só esperar o dia seguinte para começar a agir. Sentei-me perto dele e comecei a conversar, eu era uma expert no quesito conquista. Jogava meu charme, balançava meus cabelos negros e ele a cada dia se encantava mais com meus olhos verdes e minha voz suave. Esqueci de pronunciar que seu nome era Raymond, capitão do time escolar de vôlei e um dos garotos populares da Green Ville. Apenas uma semana e ele já estava aos meus pés, não demorou muito e ele me convidou para um encontro. Escolhi como cenário o velho mirante da cidade, ninguém mais vai até lá.
Nos encontramos às 22:00 horas, ele ficava mais deslumbrante a luz do luar. Era o momento de atacar.
- Você está linda hoje Mad. – disse com aquele sorriso encantador.
- Você também Ray. – já trocávamos apelidos.
Eu estava com um frio na barriga, nunca havia sentido tal coisa antes, pareciam borboletas voando descontroladamente no meu estômago.
- Eu preciso dizer uma coisa. – disse colocando seus braços na minha cintura e me olhando nos olhos – Você é a garota mais espetacular que já conheci, eu te amo Madison. Te amo! – gritou.
Eu precisava seguir o plano, eu precisava matá-lo e levá-lo como recompensa para minha família, mas algo me impedia. Não era possível, eu havia me apaixonado. Lágrimas brotaram dos meus olhos.
- Eu também te amo Raymond, mas eu não posso. Pelo seu bem.
- Qual é o teu segredo? Do que você tem medo?
Tomei coragem, ele precisava saber a verdade. O beijei como nunca havia beijado alguém. Segurando suas mãos eu revelei.
- Sou uma vampira Raymond. – disse soluçando e corri em direção ao meu carro dando partida e sumindo.
Eu havia falhado. Em todos esses 241 anos de existência essa fora a primeira vez. Pelo meu bem e dele eu preciso partir. Nova escola, novo lugar, novo Raymond. Espero que em uns 400 anos possa reparar meu erro.


 Oi gente tudo bem? Criei esse texto aí só para não deixar o blog as moscas. Eu não gosto de Crepúsculo e não sei nada sobre vampiros, pois não me interesso por eles. Então não me venham dizer a idade de um vampiro e etc etc, porque eu coloquei aí uma coisa aleatória, eu não sei nada mesmo! Só resolvi inovar.






3 comentaram:

Juliana Marton disse...

tá de layout novo! ficou lindo. Maria, pra quem não gosta de Crepúsculo, ficou bem parecido, viu. :) Ficou ótimo o texto, garota. Beijos! :**

Juliana Marton disse...

claro que pode me chamar de Ju! ^^

Maria, escrevi esse texto para o Brasil Escola, há um tempo. São as minhas impressões sobre a área do jornalismo. Se puder ajudá-la: http://www.vestibular.brasilescola.com/diario-universitario/juliana-marton.htm

Beijos, qualquer coisa fala! :**

Renata disse...

Não gosto muito de Crepúsculo, mas sou fascinada por vampiros. E olha, para quem não sabe nada até que você se saiu bem.

Não perdendo a oportunidade: o silaba tônica é maravilhoso (:







Design e código feitos por Julie Duarte. Personalizado por Maria Luisa.